[ editar artigo]

Panorama do Mercado Financeiro - 9 de Março de 2021

Panorama do Mercado Financeiro - 9 de Março de 2021

Bom dia!

 

O Ibovespa teve uma queda forte no pregão dessa segunda-feira. A anulação do ministro do STF, Edson Fachin, das condenações do ex-presidente Lula nos processos relacionados à Lava-Jato caiu como uma bomba no mercado brasileiro. Durante a manhã, o mercado mantinha um compasso de espera com queda leve, mas após a notícia da anulação o mercado entrou numa espiral negativa até o final do pregão. O Ibovespa fechou com forte queda de 3,98%, a 110.611 pontos.

A tensão política afetou também o dólar de forma direta. O dólar já operava em alta durante o pregão dessa segunda-feira. Após a divulgação da decisão do ministro, a cotação disparou, alcançando o maior valor desde 15 de maio de 2020, quando a moeda norte-americana tinha fechado em R$ 5,839. O dólar fechou a segunda-feira vendido a R$ 5,778, uma alta de 1,67%. Desde o começo do ano, a divisa acumula alta de 11,36%.

Alheia aos problemas brasileiros, as bolsas de Nova York fecharam sem direção única nessa segunda-feira, em um pregão de muita volatilidade por conta da aprovação do pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão pelo Senado americano. Apesar do otimismo que o pacote de estímulos gera nos investidores, a expectativa de inflação agora começa a gerar preocupação nos investidores, que começam a olhar também o lado meio vazio do copo: a consequência da liberação dos estímulos. As empresas de tecnologia tiveram fortes quedas e derrubaram o índice Nasdaq, enquanto o Dow Jones, menos impactados pelas Techs, chegou a renovar máxima histórica durante o pregão. O índice Dow Jones fechou com alta de 0,97%, o S&P 500 fechou em queda de 0,54% e o índice Nasdaq fechou o pregão com queda de 2,41%.

As bolsas europeias fecharam no campo positivo, com o otimismo do pacote de estímulos dos Estados Unidos. A expectativa dos investidores do continente europeu é de que o pacote de estímulos americano possa gerar uma entrada de capital estrangeiro no continente, sendo capaz de ajudar na retomada da economia europeia. Durante o pregão, o setor bancário e de energia ajudaram os índices do continente a operar e fechar no campo positivo. A bolsa de Londres fechou com alta de 1,34%, Frankfurt fechou com alta de 3,31%, Paris subiu 2,08% e Madrid fechou com alta de 1,90%.

No calendário econômico de hoje, não temos notícias marcadas para o dia de hoje. Vale ficar a atento sempre à agenda oculta, como a decisão de hoje do ministro Fachin. Nos Estados Unidos, discurso de membro do FOMC é a única notícia da agenda de hoje. Na Europa, a divulgação do PIB é a principal notícia na agenda do dia.

Agora pela manhã, o índice futuro do S&P 500 opera em alta de 1,07%. Na Europa, as bolsas operam no campo positivo. Destaque para a bolsa de Londres, que opera com alta de 0,86% e para Lisboa, com alta de 1,93%.

Investy Academy
Ler conteúdo completo
Indicados para você