[ editar artigo]

Panorama do Mercado Financeiro - 6 de Maio de 2021

Panorama do Mercado Financeiro - 6 de Maio de 2021

Bom dia!

O Ibovespa fechou em alta no pregão desta quarta-feira, com a Petrobrás sendo o grande destaque do pregão de hoje. Além disso, as da Gerdau e seus pares fecharam em forte valorização após o bom resultado trimestral. Os investidores também esperaram a decisão sobre a taxa de juros Selic, que saiu após o fechamento do pregão. O comitê de política monetária aumentou a taxa básica de juros da economia brasileira em 0,75 ponto percentual, como esperado pelo mercado. Com isso, o índice fechou o pregão com alta de 1,57%, a 119.564 pontos.

O dólar fechou com forte queda no pregão, com o real sendo uma das principais moedas do dia. O principal motivo para a queda da divisa foi a expectativa dos investidores com a decisão do Copom sobre a taxa Selic. Com uma maior taxa de juros na economia brasileira, os títulos de dívida brasileiro ficam mais interessantes aos olhos dos investidores, fazendo assim com que a moeda brasileira se valorize perante a moeda norte-americana. Assim, o dólar fechou o pregão com queda de 1,23%, vendido a R$ 5,3652.

Os índices americanos operaram sem direção única nesta quarta-feira. As empresas de tecnologia caíram novamente, com os investidores migrando para setores com maior potencial de crescimento, como o setor de energia e materiais básicos. Com a retomada da economia, espera-se que esses setores se valorizem em detrimento das techs. Com isso, o índice Dow Jones fechou com alta de 0,29%, registrando sua máxima histórica. O índice S&P 500 também se valorizou, com alta de 0,07%. Já o índice Nasdaq, índice com maior peso dos papéis de tecnologia, fechou em queda de 0,37%.

As bolsas europeias fecharam sem forte alta no pregão, recuperando as quedas do pregão anterior. As ações dos setores básicos atingiram suas máximas históricas em mais de dez anos. Além disso, os bons dados divulgados na Zona do Euro animaram os investidores. O bom humor tomou conta da economia europeia e praticamente todos os setores tiveram ganhos. Com o bom momento, o índice de Frankfurt fechou com alta de 2,12%, Londres subiu 1,68%, Paris registrou alta de 1,40%, Milão ganhou 2,03%, Madrid subiu 1,56% e Lisboa valorizou 0,93%.

No calendário econômico brasileiro de hoje, não temos notícias relevantes para o dia. No entanto, o mercado deve repercutir a decisão do aumento da taxa Selic que foi anunciada após o pregão de hoje. Além disso, o andamento da CPI da Covid pode gerar movimentos inesperados no mercado. Nos Estados Unidos, a divulgação do número de pedidos iniciais por seguro-desemprego e discurso de vários membros do Fed podem gerar momentos de forte volatilidade no mercado americano. Na Europa, o relatório mensal do Banco Central Europeu e os números de vendas do varejo da Zona do Euro são os destaques desta quinta-feira.

Agora pela manhã, o índice futuro do S&P 500 opera em leve alta de 0,13%. Na Europa, as bolsas operam sem direção única. A bolsa de Madrid e a de Lisboa operam em queda de 0,32% e 0,44%, respectivamente. No lado positivo, Londres opera com alta de 0,10% e Frankfurt sobe 0,09%.

Investy Academy
Ler conteúdo completo
Indicados para você