[ editar artigo]

Panorama do Mercado Financeiro - 5 de Março de 2021

Panorama do Mercado Financeiro - 5 de Março de 2021

Bom dia!

 

O Ibovespa fechou o pregão desta quinta-feira em alta, após a aprovação do texto da PEC emergencial pelo Senado. A aprovação da PEC trouxe alívio aos investidores, que estavam receosos com as possibilidades de furos no teto de gastos no país. A proposta aprovada não tira o Bolsa Família do teto dos gastos, o que foi visto com bons olhos pelo mercado. O Ibovespa encerrou o dia com alta de 1,35%, a 112.690 pontos. Na semana, o índice brasileiro acumula alta de 2,4%.

O dólar fechou o pregão praticamente estável, após passar grande parte da sessão em queda. A aprovação da PEC emergencial com o limite de gastos animou os investidores durante o pregão. Entretanto, a pressão do cenário externo, principalmente das bolsas de Nova York pesou na divisa, apagando o otimismo causado pela aprovação da PEC. O dólar fechou o dia com queda de 0,01%, vendido a R$ 5,6617.

As bolsas de Nova York fecharam o dia em forte queda, após o discurso do presidente do FED, Jerome Powell decepcionar os investidores, que estão cada vez mais preocupados com o aumento da rentabilidade dos títulos do Tesouro americano. As falas de Powell não apontaram para um aumento na compra de ativos por parte do FED, o que contribui para a continuação da alta do rendimento dos Treasuries. Os investidores esperavam o anúncio de uma compra de títulos por parte do governo americano, com o objetivo de baixar a rentabilidade dos mesmos e manter os investidores no mercado de maior risco. Além disso, a expectativa de inflação no país gera uma corrida aos títulos do Tesouro, explicando boa parte da queda dos índices americanos. O índice Dow Jones caiu 1,11%, o S&P 500 fechou o dia com queda de 1,34% e o índice Nasdaq caiu 2,11%.

Mais uma vez, as bolsas europeias fecharam sem direção única. Alguns indicadores divulgados no continente mostraram o forte impacto da pandemia do coronavírus na economia da região. Além disso, a alta do rendimento dos títulos públicos americanos causa preocupação no continente, pois pode causar uma fuga de investidores das bolsas. Por outro lado, os mercados seguem esperançosos de uma retomada mais ágil da economia europeia, com estímulos fiscais. A bolsa de Londres fechou o pregão com queda de 0,37%, enquanto Frankfurt caiu 0,17%. No campo positivo, destaque para a bolsa de Madrid, que fechou com alta de 0,30% e para Lisboa, com alta de 0,54%.

No calendário econômico dessa sexta-feira, temos a divulgação do índice de evolução de emprego do CAGED como principal notícia do dia, após o fechamento do pregão. Nos Estados Unidos temos uma série de indicadores: os dados de exportações e importações, o relatório de emprego (Payroll), a balança comercial, a taxa de desemprego e a divulgação do orçamento federal. O dia em Nova York promete ser bastante movimentado e com alta volatilidade. Na Europa, não temos notícias relevantes.

Agora pela manhã, o índice futuro do S&P opera próximo da estabilidade, com queda de 0,02%, à espera da divulgação dos indicadores do dia. Na Europa, as bolsas operam sem direção única. Enquanto Madrid e Frankfurt operam no campo negativo, com queda de 0,10% e 0,59%, respectivamente, a bolsa de Lisboa sobe 0,95% e Londres opera com alta de 0,27%.

Investy Academy
Ler conteúdo completo
Indicados para você