[ editar artigo]

Panorama do Mercado Financeiro - 26 de Março de 2021

Panorama do Mercado Financeiro - 26 de Março de 2021

Bom dia!

 

O Ibovespa fechou o pregão dessa quinta-feira em alta, após três dias de quedas. Os investidores aproveitaram as ações descontadas após as quedas e foram às compras, aproveitando os bons preços, principalmente de ações como as da Petrobrás e do setor bancário. Apesar da preocupação mundial com uma terceira onda de coronavírus na Europa, o mercado brasileiro trabalhou sempre no campo positivo. Diante disso, o índice brasileiro fechou o dia com alta de 1,50%, a 113.749 pontos.

O dólar fechou também em alta, com a preocupação da terceira onda do coronavírus impactando diretamente a divisa e fazendo com que os investidores procurem o dólar como proteção. A moeda norte-americana subiu em todo o planeta, sendo um movimento global e não só nacional. Além disso, o risco fiscal brasileiro também pesa e preocupa os investidores, que estão cada vez mais convencidos de que o teto fiscal não será respeitado, dado o atual cenário da pandemia no país. O dólar fechou o pregão com alta de 0,55%, vendido a R$ 5,67. Esse é o maior nível do dólar em duas semanas.

Os mercados americanos fecharam o pregão em alta, após um dia de volatilidade intensa. O mercado só firmou a tendência de alta no fim do pregão, com os investidores apostando na retomada da economia e na probabilidade de valorização das ações. Durante o dia, a divulgação dos números de pedidos de auxílio-desemprego mostrou uma queda, o que pode indicar uma retomada gradual dos empregos e da renda dos americanos. Com isso, os investidores se mostraram otimistas com o futuro e forma às compras. O índice Dow Jones fechou com alta de 0,62%, o S&P 500 ganhou 0,52% e o índice Nasdaq subiu 0,12%.

As bolsas do mercado europeu fecharam sem direção única, após passarem boa parte do pregão no lado negativo. O aumento do número de casos de coronavírus no continente e a preocupação com a iminente terceira onda do vírus preocupa a Europa inteira. Nos últimos dias, Alemanha, França, Holanda e Bélgica aumentaram suas políticas de restrições, com o objetivo de frear o aumento do contágio do vírus. Alguns indicadores de confiança do consumidor, principalmente na Alemanha, aumentaram o apetite dos investidores e ajudaram algumas praças a fecharem no positivo. No lado negativo, destaque para a bolsa de Londres (queda de 0,57%), e para Madrid (que caiu 0,41%). No lado positivo, Frankfurt (alta de 0,08%) e Paris (subindo 0,09%) foram os destaques.

No calendário econômico de hoje, não temos notícias relevantes para o dia no Brasil. Nos Estados Unidos, a divulgação do índice de confiança do consumidor, do balanço orçamentário federal e do orçamento federal americano são as principais notícias do dia. Na Europa, a reunião da cúpula dos Líderes da União Europeia é o grande evento do continente.

Agora pela manhã, o índice futuro do S&P 500 opera em leve alta de 0,27%. Na Europa, as bolsas operam todas no campo positivo, destaque para a bolsa de Londres e para Frankfurt, com altas de 0,71% e 0,81% respectivamente.

Investy Academy
Ler conteúdo completo
Indicados para você