[ editar artigo]

Panorama do Mercado Financeiro - 13 de Maio de 2021

Panorama do Mercado Financeiro - 13 de Maio de 2021

Bom dia!

O Ibovespa encerrou o pregão de quarta-feira em forte queda, a pior desde março, com os investidores preocupados com a movimento inflacionário americano. A inflação americana, divulgada nesta quarta-feira, foi maior que a esperada pelo mercado, o que fez com que os investidores partissem às vendas. No cenário interno, a divulgação de alguns balanços corporativos abaixo do esperado também agravou o movimento de queda do índice brasileiro. Com isso, o Ibovespa fechou com queda de 2,65%, a 119.710 pontos.

Descolando do movimento de queda das últimas quatro semanas, o dólar fechou em alta nesta quarta-feira, retomando o patamar dos R$ 5,30. O principal driver do dia foi o aumento da pressão inflacionária nos Estados Unidos, com a divulgação do IPC durante o dia. No cenário interno, o andamento da CPI da Covid também contribuiu para a alta da divisa norte-americana. O dólar fechou o dia cotado a R$ 5,3053, uma alta de 1,55%.

As bolsas em Nova York fecharam em forte queda no dia de ontem, com o S&P 500 fechando em sua pior queda desde fevereiro, com os dados da inflação americana sendo o principal driver do dia no mundo. O movimento de alta da inflação americana já estava no radar dos investidores, que agora percebem realmente que o problema é grande e pode prejudicar a economia norte-americana. Com esse movimento de alta da inflação, pode ocorrer uma forte movimentação dos investidores em busca de títulos de menor risco e gerar um movimento maior de queda nas bolsas mundiais. Com isso, o índice Dow Jones caiu 1,99%, o índice S&P 500 fechou em queda de 2,14% e o índice Nasdaq registrou forte queda de 2,67%.

Os mercados europeus descolaram do movimento de queda de Nova York e fecharam em alta nesta quarta-feira, com os papéis dos setores de energia e petróleo se destacando durante o pregão. Os investidores também estão de olho no movimento inflacionário dos Estados Unidos, entretanto a forte onda de balanços corporativos positivos e os sinais da recuperação econômica compensaram o pessimismo e ajudaram os índices europeus a fecharem no positivo. Assim sendo, a bolsa de Londres avançou 0,82%, Frankfurt subiu 0,20%, Paris teve alta de 0,19%, Milão registrou alta de 0,23%, Madrid ganhou 0,23% e Lisboa fechou com alta de 0,39%.

No calendário econômico de hoje, não temos notícias relevantes marcadas no cenário brasileiro. Entretanto, a CPI da Covid ainda pode prejudicar o movimento da bolsa brasileira. Nos Estados Unidos, o número de pedidos iniciais por seguro-desemprego, do IPP mensal e discurso de membros do FOMC são as principais notícias do dia. No continente europeu, sem notícias importantes.

Agora pela manhã, o índice futuro do S&P 500 opera em queda 0,34%. No continente europeu, os índices operam todos em fortes quedas. A bolsa de Londres opera com queda de 1,90%, Frankfurt cai 1,39%, Lisboa perde 1,43% e Madrid registra queda de 1,75%.

Investy Academy
Ler conteúdo completo
Indicados para você